Conselheiros eleitos sinalizam avanços na proposta da PETROS

José Roberto

Reunião PETROS – 22OUT19
** PROPOSTA ALTERNATIVA PARA EQUACIONAMENTO DO DÉFICIT DO PPSP**

Prezados Participantes e Assistidos,

Na manhã de hoje, com a participação da Petros, da Petrobras, das Federações e dos conselheiros atuais e eleitos para o mandato 2019/2023, foi realizada reunião para apresentar alternativas à proposta PETROS apresentada no último dia 15 para equacionamento do déficit do PPSP.

Tendo como principal premissa, não reduzir benefícios futuros de maneira significativa, bem como aqueles que não possam ser revertidos futuramente, foi proposta à PETROS que realize uma nova simulação de contribuição extraordinária, considerando:

  • Redução do Pecúlio: alterar de 2 tetos do INSS para 2 Salários Benefício (INSS + Sal. PETROS);
  • Redução de Pensões: alterar de 30%+10% para 50%+10% ;
  • Abono Anual (13o) – Redução de 30%.Todas as demais condições estão mantidas, a saber:
  • Equacionamento dos déficits de 2015 e 2018;
  • Segregação dos pré-70;
  • Utilização da CNPC 30;
  • Alíquota única de contribuição extraordinária;
  • Manutenção do PPSP-R e PPSP-NR.

Diante desta nova proposição, a PETROS irá recalcular as contribuições extraordinárias e comunicar aos participantes da reunião com a maior brevidade, visando à divulgação da proposta às Entidades e Federações.

Sempre lembrando que qualquer proposta alternativa deve ser vista como medida paliativa, a qual não elimina o nosso direito e obrigação de buscarmos o ressarcimento da parcela do déficit que não cabe aos participantes e assistidos.

Um forte abraço,

José Roberto
Conselheiro Eleito
Mandato 2019/2023

Agnelson

Representantes da FNP e demais entidades estiveram reunidos na Petros, nesta terça-feira (22), para ajustar a proposta da Petros, a fim de minimizar os impactos do, popularmente conhecido como “PED criminoso”

Diferentes variáveis foram debatidas durante o encontro. A reunião também teve por objetivo de sanar dúvidas das federações e entidades.

Na última reunião do Fórum em Defesa da Petros, a contraproposta foi debatida e definida algumas sugestões.

Em apresentação da contraproposta, na sede do Sindipetro-RJ, na última sexta-feira (18), o novo presidente da Petros, Bruno Dias, explicou que o plano deve permitir uma redução no tamanho das alíquotas extras pagas pelos participantes.

Além disso, ele vai ser usado também para cobrir o déficit de R$ 8,4 bilhões registrado em 2018 que não é coberto pelo equacionamento em vigor.

Por isso, nesta quarta-feira (23), o Fórum em Defesa da Petros reúne-se no Rio de Janeiro para debater a proposta, que ainda será apresentada e avaliada nas assembleias.

Agora, ouça o recado (clique na imagem), URGENTE, dos representantes da FNP:

Paulo César e Norton

O GT Petros concluiu nesta terça-feira, 22, ajustes na proposta alternativa ao atual Plano de Equacionamento (PED) do Plano Petros do Sistema Petrobrás – Repactuados e Não Repactuados.

A proposta será apresentada e discutida nos fóruns deliberativos da categoria petroleira para que possa ser implementada ainda este ano.

Nesta quarta-feira, 23, a FUP e seus sindicatos realizam um Conselho Deliberativo para discutir a campanha reivindicatória e a proposta do GT Petros.

Na quinta, 24, será a vez dos aposentados e pensionistas debaterem a alternativa proposta pelo GT para o PED, no Conselho Nacional de Aposentados e Pensionistas da FUP (CNAP), que acontece no Rio de Janeiro.

Em vídeo os conselheiros eleitos e representantes da FUP no GT Petros explicam os próximos passos:

Print Friendly, PDF & Email