Bruno Dias detalha plano para equacionar déficit da Petros, no Sindipetro-RJ

O novo presidente da Petros, Bruno Dias, esteve no Sindipetro-RJ, no início da tarde desta sexta-feira (18), para detalhar o plano da Petros para equacionar o déficit.

Após a apresentação do “novo plano”, Dias respondeu questionamentos e tirou dúvidas de petroleiros ativos, aposentados e pensionistas. O evento durou cerca de 2 horas. Aproximadamente 200 pessoas estiveram presentes.

Segundo Dias, o novo plano prevê redução de benefícios em troca de um prazo mais longo e contribuições extras menores. A proposta ainda vai ser avaliada pelo GT da Petrobrás e submetida aos órgãos de controle, prevê redução de 30% do 13º salário e cortes nos valores de pecúlio e pensões.

Durante a apresentação, o novo presidente da Petros explicou que o plano deve permitir uma redução no tamanho das alíquotas extras pagas pelos participantes. Além disso, ele vai ser usado também para cobrir o déficit de R$ 8,4 bilhões registrado em 2018 que não é coberto pelo equacionamento em vigor, de acordo com ele.

Procurado pela imprensa da FNP, Dias não quis dar entrevista.

Vale lembrar que Dias já havia implementado no ano passado plano com perfil semelhante na Fapes, fundo de pensão dos funcionários do BNDES e onde era diretor jurídico.

“Esperamos que esse novo plano seja aprovado até o dia 31 de dezembro deste ano e implementado no ano seguinte”, disse Bruno Diassobre a proposta para equacionar o déficit da Petros.

Próximos passos

O Fórum em Defesa da Petros irá reunir-se na próxima quarta-feira (23/10) para debater o assunto.

Na terça, Bruno Dias irá debater a proposta no GT da Petros, na Petrobrás.

http://www.fnpetroleiros.org.br/noticias/5546/bruno-dias-detalha-plano-para-equacionar-deficit-da-petros-no-sindipetro-rj

Print Friendly, PDF & Email