Comissão aprova proposta que estende aos fundos de pensão a lei de crimes contra setor financeiro

A Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 5193/16, que inclui os gestores dos fundos de pensão como passíveis de serem apenados pela lei que trata dos crimes contra o sistema financeiro (Lei 7.492/86).

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

img20190424162107027-768x512.jpg

Soraya Manato, relatora: proposta ajudará a recuperar recursos desviados

A proposta foi aprovada na forma de substitutivo apresentado pela relatora, deputada Dra. Soraya Manato (PSL-ES), ao texto principal, do deputado Aureo Ribeiro (Solidariedade-RJ) e dois apensados. “Isso certamente ajudará a coibir essas práticas e a recuperação dos recursos desviados”, disse.

A Lei 7.492/86 estabelece crimes como a gestão fraudulenta, com pena de 3 a 12 anos de reclusão; e gestão temerária, com pena de 2 a 8 anos de reclusão. O substitutivo aprovado prevê o bloqueio preventivo de bens e valores dos envolvidos, que responderão pelos eventuais prejuízos com o patrimônio pessoal.

Tramitação
A proposta ainda será analisada pelas comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois seguirá para o Plenário.

Reportagem – Ralph Machado
Edição – Geórgia Moraes

Comissão aprova proposta que estende aos fundos de pensão a lei de crimes contra setor financeiro

https://www.camara.leg.br/noticias/597664-comissao-aprova-proposta-que-estende-aos-fundos-de-pensao-a-lei-de-crimes-contra-setor-financeiro/

Print Friendly, PDF & Email