FIDEF leva pleitos à PF e no Senado pedem aprovação do PLS 312/2016

Em continuidade ao cumprimento de nosso compromisso de atuação pela reparação, responsabilização e prevenção aos danos causados à FUNCEF e demais fundos de pensão, promovemos nessa terça-feira, representando a FIDEF – Associação Nacional Independente dos Representantes Eleitos dos Fundos de Pensão, acompanhados de representantes de nossos aposentados, reuniões no Departamento da Polícia Federal e Senado Federal.

No âmbito da Polícia Federal, levamos nosso pleito aos Srs. Maurício Valeixo, Diretor Geral, e Igor Romário, Diretor de Combate ao Crime Organizado – DICOR, no sentido de buscar o fortalecimento das equipes dedicadas às investigações em curso, em decorrência das Operações Greenfield, Sépsis, Cui Bono, Pausare, Encilhamento, Fundo Perdido, Rizoma; além da 56a. Fase da Lava-Jato; além da agilização à efetiva colaboração operacional entre a PF, MPF, CGU e AGU, como forma de acelerar os processos e inquéritos em curso, além de subsidiar as negociações para eventuais Acordos de Reparação e Leniência.

No âmbito do Senado, promovemos reuniões com Senadores membros da Comissão de Constituição e Justiça, dentre os quais o Senador Mecias de Jesus (PRB-RR), visando a sensibilização dos seus integrantes para a aprovação do PLS 312/2016, pautado naquela Comissão, que estende as sanções penais previstas na Lei dos Crimes do Colarinho Branco (Lei 7492/1986) aos dirigentes e gestores de fundos de pensão, auxiliando no esforço de coibir as práticas de gestão temerária, gestão fraudulenta, ingerência política e corrupção, que tanto vitimaram a FUNCEF, POSTALIS e PETROS, dentre outros.

Continuaremos instando os Poderes Executivo e Legislativo a atuarem, com agilidade, em favor dos participantes da FUNCEF e demais fundos de pensão, visando reduzir os efeitos dos equacionamentos, e promover as medidas penais cabíveis contra os crimes e criminosos que causaram tanto transtorno à renda, à saúde e à paz de milhares de participantes, aposentados e suas famílias.

Fonte: Fidef

Print Friendly, PDF & Email