Após cancelamento de venda da Eldorado, Paper busca compra por ordem judicial

A atitude do cancelamento do contrato com a holandesa não é má vista pelos credores

Bruno Chaves/Arquivo Capital News

Atualmente, a J&F, dos irmãos Joesley e Wesley Batista detém 50,59% da empresa

Após um ano do anúncio da venda da Eldorado Brasil em Três Lagoas pela detentora J&F, houveram especulações sobre o novo dono, o grupo holandês “Paper Excellence” em relação como essa aquisição seria feita. No entanto, neste mês cessou o prazo para as negociações e o contrato seria realizado, mas a indústria três-lagoense informou que o prazo havia se extinguido, bem como as negociações.

Conforme divulgou o site Suno Research, a Paper Excellence sentiu-se prejudicada e considerou uma medida unilateral e informou que irá defender seus direitos e levará a questão para uma ordem judicial em discordância da ação da Eldorado Brasil. Atualmente, a J&F, dos irmãos Joesley e Wesley Batista detém 50,59% da empresa.

Em uma reunião na semana passado, a Eldorado Brasil contatou seus credores de grandes companhias do setor financeiro como o BNDES, Santander, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Credit Suisse. Somente o BNDES possui 25% dos cerca R$ 8 bilhões em dívida da papeleira. Observou-se que o objetivo da empresa é aproveitar o momento de melhora dos preços internacionais da celulose para alavancar as vendas do produto.

A atitude do cancelamento do contrato com a holandesa não é má vista pelos credores, onde a maior questão segue sendo a alavancagem de 2,81 vezes e o Ebitda acima de 60% somente em junho. Outra reunião está marcada ainda esta semana com a Papeler Excellence e haverá a participação dos credores.

http://www.capitalnews.com.br/economia/apos-cancelamento-de-venda-da-eldorado-paper-busca-compra-por-ordem-judicial/320970

Print Friendly, PDF & Email