A luta do conselheiro é por cargo de diretor da Petros

É realmente difícil entender o que se passa na cabeça desse senhor conselheiro, “…eleito por indicação do CDPP…” , para ser nosso representante!

Apesar de ter como Missão única e exclusiva defender os interesses de nosso Fundo Petros e de seus participantes, o mesmo, nesses últimos 13 anos, sempre apoiou e esteve ao lado das Gestões PTistas-sindicais da Petros, de seus Investimentos temerários, de sua omissão e subserviência perante a Patrocinadora, inclusive, recentemente, tecendo loas e teses em defesa da falida Sete Brasil!

No momento em que, pela primeira vez, depois de tantos anos, aparece um Presidente da Petros, aparentemente técnico e competente, o citado conselheiro sai jogando pedras à torto e à direito…

Não temos nenhuma comprovação de que esse novo Presidente da Petros cumprirá efetivamente seu papel de defender o nosso Fundo, acima dos interesses da Patrocinadora e do Governo de plantão! Mas, pelo menos, temos certeza de uma coisa : ele não é PTista, nem sindicalista, o que já faz uma enorme diferença!

A defesa que esse senhor conselheiro faz do AOR, só atinge o ponto que lhe interessa pessoalmente e parece ser seu eterno sonho : cumprir o dispositivo de promover eleições para duas Diretorias da Petros, para que ele possa “…por indicação do CDPP…” ser um dos felizardos a ocupar esse posto e, finalmente, dormir em berço esplêndido e compensador…

“…Sem cobrar as dívidas não haverá solução para nossos problemas…”, afirma o citado conselheiro! Por que será que ele e seus outros colegas conselheiros “…eleitos por indicação do CDPP…”, não tem o menor interesse em convencer seus parceiros sindicalistas da FNP, alguns dos quais não assinaram o AOR, a simplesmente denunciar e anular esse AOR, na Justiça ? Não são parceiros e não fazem todos eles parte desse tal de “CDPP” ? Como batalha há anos o advogado Rogério Derbly, se apenas um desses sindicatos denunciasse esse AOR, na Justiça, ele certamente seria anulado! E se cumpriria a decisão Judicial sobre a dívida da Patrocinadora para com o nosso Fundo Petros! Simples, não ? Por que não partem para esse alternativa ?

Resposta óbvia : sem AOR, NÃO EXISTE ELEIÇÃO de Diretores representantes dos participantes !…..

Mas isso é outra história : o que interessa é que o novo Presidente da Petros, segundo esse AOR direcionado, finalmente promova a eleição dos Diretores representantes dos participantes!…..

Diz o citado conselheiro que “…só santo de casa faz milagres…” mas, como você observa, a falta de profissionalismo e competência desses “gestores da casa” só cavaram um abismo e isso ficou provado na Petros nos últimos 13 anos com a gestão sindicalista inconsequente que nos legou um déficit de R$ 23 bilhões.

“Me enganem que eu gosto”!….

Márcio Dayrell Batitucci

Print Friendly, PDF & Email