logo-cab2
S.O.S. PETROS
Aposentados, Pensionistas e Ativos
"A luz do sol é o melhor desinfetante.” juiz Louis Brandeis
Não há melhor remédio para combater a corrupção do que a transparência.
Todavia, a melhor vacina para prevenir a corrupção ainda é o controle e a participação.

As contribuições extras para o equacionamento, com alíquotas escalonadas, resulta em ônus adicional e prejuízo aos Participantes

As contribuições extras para o equacionamento, com alíquotas escalonadas, resulta em ônus adicional e prejuízo aos Participantes
1 - A Petros estabeleceu progressividade das alíquotas de contribuição extraordinária diretamente proporcional às vigentes na contribuição normal​.​ 2 - A Resolução CGRC 26 não prevê nem obriga que as contribuições individuais extraordinárias sejam proporcionais às normais, como se depreende claramente do teor do artigo 29 e seu parágrafo primeiro, cuja interpretação imediata conduz à proporcionalidade direta entre a contribuição …

Após ignorar exames periódicos, Transpetro é condenada a pagar indenização por mor te de marítimo

Após ignorar exames periódicos, Transpetro é condenada a pagar indenização por morte de marítimo Redação Portal Marítimosetembro 22, 2017 Mesmo com confirmação de câncer com metástases, ele foi designado para longas viagens embarcado. No início desse mês, a conduta da Petrobras Transporte S.A (Transpetro) de ignorar exames periódicos de um empregado que indicavam doença grave e designá-lo para longas viagens …

Petros, Funcef, Postalis e Previ: qual a situação dos fundos de pensão

Finalizada ano passado, CPI dos Fundos de Pensão analisou casos de instituições ligadas a Petrobras, Caixa e Banco do Brasil Caio Cigana 22/09/2017 - 20h19minAtualizada em 22/09/2017 - 20h36min Quatro grandes fundos de pensão, Petros, Funcef, Postalis e Previ, aparecem no relatório final da CPI dos Fundos de Pensão. O relatório final apontou 15 casos de má gestão e fraude …

Fundos de pensão de estatais têm déficits bilionários e segurados pagam a conta

Planos fechados de previdência, principalmente Petrobras, Caixa e Correios, apelaram a contribuições extraordinárias para tapar buracos Caio Cigana 22/09/2017 - 19h59minAtualizada em 22/09/2017 - 20h28min A conta chegou. E a fatura é cobrada de quem não fez o rombo. Vítimas de loteamento político e decisões de investimentos que trouxeram prejuízos e em muitas vezes se revelaram caso de polícia, os …
Caro(a) reader

Colabore para manter nossas operações:
logo-eco
Informações Econômicas – Assinatura R$100,00 anual
logo-jur
Informações Jurídicas – Assinatura R$100,00 anual
facebook twitter linkedin