GDPAPE proporá em plenária retorno à origem do PPSP

Na reunião do Comitê de Gestão (RCG) ocorrida em 31 de julho de 2018, foi decidido que deveríamos alertar os associados sobre o teor da proposta apresentada pela PETROBRÁS que culmina com a extinção do PPSP, eliminação de direitos e criação de um novo Plano CD. Deliberou-se ainda, que a proposta apresentada pelo GDPAPE para o equacionamento da dívida (PED) deveria ser detalhada em razão da confusão que a palavra “repactuação” causou entre os Associados não presentes a Assembléia que aprovou a referida proposta.

No que se refere a proposta da PETROBRÁS veiculada inclusive em matéria publicada no Valor Econômico e em redes sociais o GDPAPE vai sustentar na Plenária do dia 07 de agosto ser IMPOSSÍVEL a aceitação da extinção do Plano PPSP mediante a renúncia de direitos e, por consequência, é veementemente contra a migração para um Novo Plano CD, salvo se a PETROBRAS se comprometer finaceiramente a corrigir todas as distorções estruturais causadas pela sua política salarial dos últimos 15 anos.

Quanto a proposta apresentada pelo GDPAPE temos a esclarecer que quando se lê repactuação leia-se retorno as condições iniciais do PPSP, ao qual todos nós aderimos, sem as modificações nele introduzidas a partir de 1984 (que inclui os artigos 41 e 48). Essa sugestão está sendo bem aceita pelas demais instituições e servirá de base para a elaboração da proposta final conjunta (FNP, FENASPE, SINDMAR, AEXAP e GDPAPE) a ser apresentada à PETROBRAS/PETROS.

Desta forma, ressaltamos a imperiosa necessidade de que todos os associados do GDPAPE e demais participantes, assistidos e beneficiários comparecerem à Plenária Nacional do dia 07/08/2018 (terça-feira) às 13hs, na Associação Brasileira de Imprensa (ABI), 9° andar, Rua Araújo Porto Alegre, 71, Centro do Rio de Janeiro, RJ.

Contamos com presença de todos.

A Diretoria do GDPAPE

Leia a proposta:

GDPAPE-PETROBRAS-CartaProtocolada-24042018
Print Friendly, PDF & Email