Petrobras desiste de IPO da Liquigás e decide reabrir processo de venda, dizem fontes

Por Tatiana Bautzer e Carolina Mandl

SÃO PAULO (Reuters) – A Petrobras desistiu da ideia de vender sua unidade de distribuição de gás liquefeito de petróleo (GLP) Liquigás por meio de uma oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) e decidiu reabrir um processo de venda, disseram três fontes com conhecimento do assunto.

A petroleira estatal ainda não definiu nenhuma data para empresas interessadas apresentarem propostas e ainda está discutindo qual seria a melhor maneira de evitar problemas com as autoridades antitruste, acrescentaram as fontes, pedindo anonimato porque as discussões ainda são privadas.

A companhia chegou a sondar bancos e investidores sobre um potencial IPO da Liquigás Distribuidora, mas os consultores disseram que seria difícil vender, especialmente para investidores internacionais, de acordo com as fontes.

A Liquigás vende principalmente gás em botijões para residência.

A Petrobras havia fechado acordo para vender a Liquigás para a Ultragaz por 2,8 bilhões de reais, mas o negócio foi bloqueado pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) no final de fevereiro. A Ultragaz, unidade da Ultrapar, é a maior distribuidora de GLP do Brasil e a Liquigás é a segunda maior.

Em conversas com bancos, a Petrobras está discutindo como o processo de venda pode evitar grandes preocupações antitruste.

A solução mais fácil seria uma venda para compradores estrangeiros com empresas semelhantes, como a turca Aygaz AS ou a chilena Empresas Copec, disseram as fontes.

Alguns dos concorrentes brasileiros que fizeram ofertas pelo ativo ainda estão interessados, como a Copagaz Distribuidora de Gás.

Mas uma venda para um concorrente brasileiro seria mais complicada, e alguns de seus representantes têm pressionado a Petrobras para dividir a subsidiária em várias empresas antes da venda, disse uma das fontes.

Uma terceira opção seria exigir propostas que já incluíssem propostas de venda de ativos considerando potenciais problemas no Cade.

Até agora, nenhuma decisão foi tomada, acrescentaram as fontes.

Procurada, a Petrobras respondeu a um pedido de comentário se referindo a um comunicado anterior enviado ao mercado, no qual informava que os detalhes do modelo de venda da Liquigás ainda não haviam sido definidos.

Copagaz, Aygaz e Copec não comentaram imediatamente o assunto.

https://extra.globo.com/noticias/economia/petrobras-desiste-de-ipo-da-liquigas-decide-reabrir-processo-de-venda-dizem-fontes-rv1-1-22627333.html

Print Friendly, PDF & Email