Petrobras recebe propostas para CIC do Comperj

A Lopez Marinho Engenharia e Construções apresentou o menor preço para concluir a construção do Centro Integrado de Controle (CIC) do Comperj, em Itaboraí (RJ).

A empresa ofertou R$ 45,5 milhões, superando as propostas da CPL (R$ 57,9 mi), Engecampo (R$ 74,9 mi), CCNE (R $99,3 mi), ECB/AMG (R$112,9 mi) e Elos/Método Potencial (R$ 128,4 mi).

Originalmente esse contrato foi fechado com a Multitek Engenharia, mas o acordo foi um dos 11 rescindidos em 2013 com a Petrobras, que, segundo a empresa, não estaria fazendo os pagamentos em dia pelas obras.

O contrato original do CIC foi um dos investigados pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, na Câmara dos Deputados, que, em um relatório de outubro de 2015, apontou suspeita de superfaturamento.

“O contrato para construção do prédio (…) de 2.600m² tem valor com aditivos em R$ 42.274.847,60. Um prédio público de mesma área teria custos diretos em torno de R$ 1.700.000,00 e preço de contrato em aproximadamente R$ 2.300.000,00”, diz o documento.

Em dezembro do ano passado, a Multitek foi incluída na lista de empresas impedidas de contratar com a Petrobras devido a irregularidades em contratos relacionados ao Terminal de Cabiúnas (Tecab) e a um empreendimento não especificado pela petroleira.

Os contratos para o arruamento do Comperj e para a construção e instalação do trecho terrestre do gasoduto Rota 3 seguem em negociação.

https://bepetroleo.editorabrasilenergia.com.br/petrobras-recebe-propostas-para-cic-do-comperj/

Print Friendly, PDF & Email