Greenfield denuncia ex-diretores da Funcef e da Petros

Dezessete pessoas foram denunciadas no âmbito da Operação Greenfield, por gestão temerária e desvio de recursos em decorrência dos investimentos realizados pelos fundos de pensão da Caixa Econômica Federal (Funcef) e da Petrobras (Petros). Entre os denunciados estão ex-gestores e dirigentes dos fundos e da empresa CBTD.

De acordo com os investigadores, em janeiro de 2015 a Funcef investiu R$ 17,4 milhões sem seguir pareceres da área técnica, já a Petros desembolsou R$ 17,1 milhões. A força-tarefa revelou a existência de uma articulação prévia entre a CBTD e os fundos de pensão investidores. Os aportes financeiros causaram prejuízos bilionários aos fundos.

Deflagrada em setembro de 2016, a Operação Greenfied apura esquema de fraude nos maiores fundos de pensão de empresas estatais. Além da Funcef e da Petros, também são alvo da força-tarefa o Previ (Banco do Brasil) e Postalis (Correios).

Relacionado

Lista de denunciados e seus respectivos cargos à época dos fatos investigados:

1. Demósthenes Marques (diretor de Investimentos da Funcef);
2. Luiz Philippe Peres Torelly (diretor de Participações Societárias e Imobiliárias da Funcef);
3. Guilherme Narciso de Lacerda (diretor-presidente da Funcef);
4. José Carlos Alonso Gonçalves (diretor de Benefícios da Funcef);
5. José Lino Fontana (diretor de Planejamento e Controladoria em exercício da Funcef);
6. Ricardo Bezerra Pavie (membro votante no Comitê de Investimentos da Petros);
7. Manuela Cristina Lemos Marçal (membro votante no Comitê de Investimentos da Petros);
8. Luiz Antônio dos Santos (membro votante no Comitê de Investimentos da Petros);
9. Humberto Santamaria (membro votante no Comitê de Investimentos da Petros);
10. Sônia Nunes Rocha Pires Fagundes (membro votante no Comitê de Investimentos da Petros);
11. Fernando Pinto de Mattos (membro votante no Comitê de Investimentos da Petros);
12. Carlos Fernando Costa (membro votante no Comitê de Investimentos da Petros);
13. Wagner Pinheiro de Oliveira (diretor-presidente da Petros);
14. Newton Carneiro da Cunha (diretor Administrativo e Financeiro da Petros);
15. Maurício França Rubem (diretor de Seguridade da Petros);
16. Luis Carlos Fernandes Afonso (diretor de Investimentos e AETQ da Petros);
17. Eugênio Emílio Staub (ex-presidente da IGB Eletrônica S.A.).

http://www.destakjornal.com.br/brasil/politica/detalhe/greenfield-denuncia-ex-diretores-da-funcef-e-da-petros

Print Friendly, PDF & Email