Pidvistas acionam justiça

Alguns petroleiros que aderiram ao PIDV procuraram o Sindipetro-LP devido a um erro na concessão do benefício pago pela Petros. Ao invés de usar como base de cálculo para complementação (suplementação) da aposentadoria o valor real do benefício, que é de R$ 3.645,10, a Petros utilizou o teto do INSS, hoje em R$ 5.531,31, rebaixando o valor complementar pago pelo fundo complementar. Com base no valor calculado pela Petros, o beneficiário tem percebido diferença para menos, entre R$ 2 a R$ 3 mil em sua suplementação.

Procurada, a Petros confirmou o erro, alegando que utilizou uma estimativa, devido a grande quantidade de pedidos de suplementação decorrente do PIDV. Ainda segundo a Petros, a revisão do valor da complementação só será feita a partir de 2019, ficando os beneficiados com o prejuízo de uma renda menor do que lhes é de direito.

Diante dos prejuízos causados aos nossos associados, o jurídico do Sindipetro-LP está entrando com ação contra a Petros, exigindo a imediata revisão da complementação, restituição do que foi pago erroneamente, além de cobrar que as custas do processo da instituição.

Para saber se sua suplementação está sendo paga corretamente é preciso agendar horário com nossos advogados, pelo telefone . Em São Sebastião, o telefone de contato é (12) 3892-1484.

Fonte: Sindipetro-LP

http://www.fnpetroleiros.org.br/noticias/4661/pidvistas-acionam-justica

Print Friendly, PDF & Email