Petrobras vende por US$ 38,5 milhões plataformas que comprou por US$ 360 milhões

Dinheiro jogado fora

Por US$ 38,5 milhões cada, a Petrobras vendeu, semana passada, num leilão internacional, para a Rowan Companies, as plataformas de perfuração P-59 e P-60. Elas estavam paradas, dando prejuízo. No mercado, uma nova custa entre US$ 123 milhões e 150 milhões.

Só que, em 2012, acredite, a estatal pagou por cada uma cerca de US$ 360 milhões ao consórcio Paraguaçu, formado por Odebrecht, Queiroz Galvão e UTC, todas alvos da Lava-Jato.

Fator Gabrielli…

Aliás, Dilma, então presidente, esteve no lançamento da P-59, na Bahia, e fez questão, em seu discurso, de cumprimentar o ex-presidente da estatal José Sérgio Gabrielli, “o grande gestor que propiciou a construção dessa plataforma”.

Ela também elogiou o ex-diretor Renato Duque, condenado, em agosto de 2017, a 10 anos de prisão.

http://blogs.oglobo.globo.com/ancelmo/post/petrobras-vende-por-us-385-milhoes-plataformas-que-comprou-por-us-360-milhoes.html

Print Friendly, PDF & Email