PROPOSTAS PARA NÃO DEIXAR A PETROS DESMORONAR: Não votem em candidatos da FUP e FNP

Caros participantes da Petros,

 

Das diversas duplas de ativos, candidatas aos Conselhos Fiscal e Deliberativo da nossa Fundação, quatro delas vêm fazendo propaganda intensa e massivamente. Eu as descarto e explico abaixo meus motivos.

Por coincidência, são as que tem o maior poder financeiro, apoiadas pela FUP ou pela FNP e uma delas em seu lançamento apoiada pelas duas federações: coisa de louco ou samba do crioulo doido, mais precisamente, tudo farinha do mesmo saco.

Em paralelo a essas propagandas, foi postada nas redes sociais mensagem (colada na sequência para compreensão geral) de um ferrenho defensor das gestões da Petros que colaboraram nestes últimos 13 anos de forma a deixa-la na condição de fundação deficitária, o PCC (Paulo César Chamadoiro).

Como se vê, pelo seu teor, fica parecendo que a delação dos irmãos Batista, que indica ter sido uma operação totalmente criminosa, deu,como seu resultado final, só ela, todo o déficit da nossa fundação, o que não é, em absoluto, a expressão da verdade. Abaixo dela insiro a resposta que enviei a essas mesmas redes e complemento com a questão das eleições, pois considero que tudo está dentro de um só contexto: passar um atestado de burrice em cima de todos nós aposentados.

Aproveito para explicar melhor que propostas devemos defender para que a Petros não desmorone de vez. Na verdade é só não fazer aquilo que fizeram até agora, descritos de a) a e).

É interessante notar como se fingem de mortos dentro do processo a que todos tiveram parcela de culpa (alguns culpa total), no mínimo por omissão, senão por cooptação e certamente outros por participação (que está no bojo da investigação/apuração das Operações Lava Jato e Greenfield.

Pelo lado da FUP ficou notório a ocupação de cargos, tanto na Petrobrás (área de RH, responsável pela discussão dos ACT´s, área de comunicação, responsável pela propaganda maciça que envolveu e massacrou os inocentes úteis de sempre) quanto na da Petros, onde esses mesmos sindicalistas das duas áreas se tornaram presidentes do Conselho Deliberativo da Petros e foram eles os grandes responsáveis pela aprovação em massa das situações que levaram nossa Fundação ao déficit de mais de R$ 26 bilhões.

Pelo lado da FNP a perpetuação de nomes que nada ou pouco fizeram contra esse estado de coisas e, da mesma forma, com o discurso fajuto de sempre se propõe como salvadores da pátria. Como se estão nesse jogo durante todo esse tempo?

Nossa fundação acabou governada pelo que de pior o sindicalismo poderia apresentar. A se confirmar o teor da delação, chegou-se ao cúmulo de, ao se ocupar conselhos das empresas em que a Petros mantinha participação elevada, usá-lo para repassar informações a empresas concorrentes, onde também se mantinham em seus conselhos, casos da JBS e da BRF.


Mensagem de PCC (Paulo César Chamadoiro):

Prezado presidente deste Conselho Deliberativo, Hugo Repsold,

Diante da delação premiada do empresário Joesley Batista, sócio proprietário da JBS, referente ao suposto pagamento de vantagens financeiras indevidas (propina) para dois ex-presidentes da PETROS, os Senhores Vagner Pinheiro e Luís Carlos Afonso, devido aos investimentos que a PETROS fez com a JBS, através da compra de ações da própria empresa e a compra de cotas no FIP Florestal, em parceria com essa mesma empresa, e considerando toda a repercussão que essa delação trará para a imagem da nossa Fundação, num momento tão delicado como o atual, lquando o seu maior Plano administrado por ela, o Plano PETROS, brevemente terá suas Demonstrações Contábeis aprovadas e divulgadas com um deficit de mais de R$ 26 bilhões, solicito, em caráter de urgência, que seja realizada uma reunião extraordinária do Conselho Deliberativo para que todas as áreas envolvidas nesses investimentos possam fazer uma apresentação detalhada aos Conselheiros, sobre todo o histórico desses dois investimentos, incluindo todos os seus respectivos processos decisórios, todos os pareceres técnicos que subsidiaram as decisões desses investimentos, toda a documentação referente à aprovação e administração desses investimentos principalmente das Gerencias e da própria Diretoria de Investimentos, do Comitê de Investimentos – COMIN, da Direção Executiva, do Conselho Fiscal e do próprio Conselho Deliberativo.

Nessa reunião, a atual Diretoria Executiva da Petros deverá apresentar, para nosso conhecimento e ou  deliberação, todas as ações necessárias, para manter nossos participantes bem informados sobre esse assunto, bem como esclarecer e responder a grande imprensa, da melhor forma possível, visando garantir a imagem da nossa Fundação e quais ações políticas, jurídicas e institucionais serão adotadas para ressarcir eventuais danos ou perdas para a entidade e seus participantes e assistidos, sem prejuizo a adoção de ações civis ou criminais contra os ex-presidentes da PETROS citados, caso seja confirmado que houve dolo ou ma fé de de um dos dois ou de ambos,

Da mesma forma todas essa documentação deverá estar pronta para ser disponibilizada a Policia Federal, ao Ministério Público e a Justiça Federal assim que for solicitada.

Nesse sentido, aguardo em breve uma resposta às minhas solicitações.

Atenciosamente

Paulo Cesar.C. Martin

Conselheiro Deliberativo
PCC


Mensagem de Sérgio Salgado:

Tomei conhecimento de mensagem que vem rolando em nossas redes sociais e, logicamente, levei um grande susto e, de pronto, entendi ser ela o chamado HOAX (Hoax é uma palavra em inglês que significa embuste ou farsa. Um hoax é uma mentira elaborada que tem como objetivo enganar pessoas. A internet é um meio onde há a proliferação de vários hoaxes.).

Conhecedor há muito da sua postura de defesa intransigente, a partir de 2003, de todas as gestões da Petros, exceção somente a esta última, votando com elas em todas as oportunidades que lhe surgiram dentro dos conselhos da Petros, evidente que tomei todo o cuidado em baixar a mensagem (abaixo colada) de forma a que meu computador não tivesse a contaminação de qualquer vírus que, em geral, acompanha esses HOAXES.

Seria importante, ou melhor, oportuno, que você de imediato viesse a público desmentir a ousadia com que esses hackers criminosos costumam praticar e, com toda a evidência o fizeram em relação a você, quando usaram seu endereço eletrônico e sua conta nas redes sociais para falar e/ou escrever mentiras que, certamente, não estão e nunca estiveram alinhadas com sua real postura.

Entendo que amigos se defendem de toda e qualquer forma, até com a própria vida, e jamais traem uns aos outros, exceção quando tentam salvar a própria pele, como acontece agora com essas delações premiadas, mas que certamente nunca será o seu caso.

Sérgio Salgado


O que fizeram FUP e FNP para desmoronar a PETROS:

 

a)  31/12/2006 – Aceitação do Acordo de Obrigações Recíprocas no valor de R$ 4,6 bilhões

– Ao se considerar que o valor discutido na 18ª Vara do TJ do RJ girava em torno de R$ 9,5 bilhões, valor esse fruto do resultado da avaliação de peritos contratados pela própria FUP no desenrolar do processo da Ação Civil Pública de 2001, saído pelas mãos do excepcional advogado (já falecido) Castagna Maia, e com a participação do atuário Marcolin, concluímos que tivemos um PREJUÍZO inicial e imediato de R$ 4,9 bilhões.

– Não se pode esquecer que esse acordo, além de absurdo pela sua perda irrecuperável, carrega em seu bojo a inviabilidade total do seu recebimento final, pois o valor está caucionado para “recebimento (?????)” somente em outubro de 2028 (ao se considerar que os pré-70 estarão todos mortos em 2028 insere-se que ele jamais nos será devidamente pago). Para complicar, essa caução, na origem somente títulos federais, foi indecorosamente transformada em equivalente a poços de óleo e gás, pois a Petrobrás, atolada em desmandos sindicais partidários com dívidas colossais precisou desses títulos federais (NTNB´s) e a FUP preferiu explodir com a Fundação Petros a queimar a fonte de vantagens que seu partido havia montado.

– O primeiro acordo assinado traz cláusula que, em caso de dificuldade séria na Fundação Petros, poderia receber o aporte respectivo, conforme sugere a resposta à pergunta 24, colada abaixo do documento anexado (2007 08 24 – FUP – O Acordo de Obrigações Recíprocas). Considerando que a Petros, vem queimando patrimônio para manter seus compromissos com os participantes em dia, por que até agora isso não foi solucionado, com a entrada dos respectivos valores que hoje alcançam o equivalente aR$ 11 bilhões (em poços ?! ?! ?!) ?

– Na resposta às perguntas 25 e 26, há a confissão da falsidade em que se baseou a mentira chamada AOR que serviu de base para enganar 75% da categoria com a afirmação que o falso aumento do patrimônio do Plano evitaria o déficit que estamos vivenciando, mais de R$ 26 bilhões. Nós temos um crédito de R$ 11 bilhões que jamais irá se realizar.

– Gente inescrupulosa que se permitiu fazer afirmação inexistente: evidente que não ingressou recurso financeiro algum, houve sim o acréscimo de valor contábil somente e, dessa forma, não há como um plano maduro se sustentar.

b)  Acordos Coletivos de Trabalho de 2004, 2005, 2006, 2007

– As vergonhosas manifestações panfletárias dos Acordos Coletivos de Trabalho que geraram perdas irreparáveis aos aposentados (e também aos ativos) com a inserção de alterações absurdas traduzidas em um novo PCAC (que tentaram enfiar pela goela abaixo da categoria ao forçar sua aprovação dentro do ACT, o que inviabilizaria qualquer reclamação na justiça), na construção da RMNR, na concessão de níveis salariais nos acordos de 2004, 2005, 2006 – PREJUÍZO de R$ 4 bilhões.

c)  Acordo dos Níveis  de 2004, 2005 e 2006, concedido aos que repactuaram

A FUP, ao perceber que os aposentados que repactuaram, por acreditarem nas respostas capciosas como as que foram dadas a um falso questionário, começaram a acordar e perceber o engodo, forçou mais uma vez a Petrobrás, comandada por sindicalistas de araque (alguns já catalogados nas Operações Lava Jato e Greenfield, conforme publicações em vários portais) a engolir um Acordo de Níveis, que deveria primeiro ter obrigado a patrocinadora a aportar os recursos que lhe cabia contratualmente, vide os vários pareceres emitidos (da FUP, da Petros e da própria Petrobrás). PREJUÍZO = R$ 3,5 bilhões.

d)  Negociação com ações da Itaúsa e a operação de compra e venda de títulos federais que viabilizou a operação Jaú

Sobre esta operação já se falou tudo o que se podia.

O prejuízo tem valores determinados e irrecuperáveis no tempo. Das duas duplas apoiadas pela FNP, o candidato titular em uma delas (concorre ao CD) aprovou a operação e os titulares das duas duplas (ao CF e ao CD) ao serem cobrados pelo erro da operação, ao invés de humildemente assumirem a falha pela total ignorância sobre o assunto investimentos, preferiram sair atirando em cima do Domingos Saboya que analisou corretamente a operação e tornou público o seu resultado, antecipando o circo de horrores que viveríamos daí para a frente.

Hoje sabemos que toda a operação foi sim irregular e assim que apurada via Inquérito Policial trará, como resultado, a punição de todos colaboraram para que tivéssemos um PREJUÍZO colossal no balanço de 2015 de R$ 3 bilhões.

e)   Também não é necessário mais dissecar o que ocorreu com Lupatech, Sete Brasil, Norte Energia, Grupo Galileo, Eldorado, Multiner etc. etc. etc.. Os que acompanham este grupo de discussões, já sabem o seu resultado e seus responsáveis e o prejuízo que esses ativos nos deram.Foram bilhões do nosso patrimônio jogados pelo ralo.

 

Eu também apoio a Defesa da Petros e como proposta para não deixar a Petros desmoronar, jamais votarei em candidatos apoiados por entidades que por ação, participação ou por omissão corroboraram para o nosso atual estado de coisas, que se traduz em um déficit que deverá ser coberto por nós e que alcança hoje o absurdo e inimaginável valor de mais de R$ 26 bilhões.

 

Votar nas duplas 43 e 47 (ambas ao CD) e 51 e 52 (ambas ao CF) é perpetuar o nosso martírio. É gostar de manter um relacionamento em que só se toma ponta-pé no traseiro. São mesmo farinha do mesmo saco

 

B A S T A    D E     T U D O     I S S O !!!.

 

Sérgio Salgado

Print Friendly, PDF & Email