BR Properties – PETROS aplicou R$ 601, 86 milhões e só temos hoje R$ 245,75 milhões

A Petros iniciou a compra em julho de 2013. Atingiu em novembro de 2013 o percentual de 10% do capital votante e com ele permanece até hoje, fato relevante comunicado como de praxe em 11/11/2013 . Enfiado nisso, ele, André Esteves, ex-BTG.

Por conta dos 10% do capital votante, a partir da reunião de 30/4/2014, a petros indica um conselheiro para o CA (mandato de 2 anos).

Com a prisão do André Esteves, a empresa que já vinha acusando dificuldades, deve estar entrando em colapso. O André renunciou à presidência do CA ao final de dezembro de 2015. O impacto da suspensão do aluguel desses imóveis por parte da Petrobrás é enorme, por ser um dos principais portfólios da empresa, em torno de R$ 80 milhões por ano. Há ainda um grande imbróglio em relação a um possível OPA a ser realizado pelo GP Real, subsidiária da americana GP Investiments, para a aquisição do controle acionário.

É mais um daqueles investimentos que nossos geniais gestores mantém sob sete chaves e não vendem, nem que chegue abaixo de R$ 1,00 (como é o caso de alguns deles). Fechou na última 6ª feira a R$ 7,86/ação, o que traz o valor total do investimento para R$245,75 milhões. Mas não se preocupem, a gente só vai perder dinheiro se vender, ou seja só se realizar o prejuízo (assim como aconteceu com DASA, comentando a pouco).

Nós aplicamos somente R$ 601, 86 milhões e só temos hoje R$ 245,75 milhões, ou seja, temos a menos somente R$ 356,11 milhões que, trazidos a preços de hoje (cálculo de padeiro, parodiando o Raul) resulta em R$ 423,51 milhões.

Mas lembrem-se isso só será prejuízo se precisarmos de dinheiro, coisa que certamente não é o problema da Petros que nada de braçada nesse quesito.

E ainda há quem queira manter esses gestores e reconduzi-los a um novo mandato. Vade retro.

Não deixem de assinar a nossa Petição em www.discrepantes.com.br, já somos 1.329 assinantes.

Sérgio Salgado

 

 

Print Friendly, PDF & Email