Petrobras pede que CGU assuma processo de empresas suspensas

—-
Petrobras pede que CGU assuma processo de empresas suspensas
// Radar on-line – Lauro Jardim – VEJA.com

Petrobras: dias ruins

Petrobras: apelo à CGU

A Petrobras pediu que a CGU assuma as investigações das fraudes cometidas pelas 23 empresas suspensas desde dezembro de fazer novos negócios com a estatal.

As fornecedoras são Alusa, Andrade Gutierrez, Camargo Corrêa, Carioca Engenharia, Construcap, Egesa, Engevix, Fidens, Galvão Engenharia, GDK, Iesa, Jaraguá Equipamentos, Mendes Junior, MPE, OAS, Odebrecht, Promon, Queiroz Galvão, Setal, Skanska, Techint, Tomé Engenharia e UTC-Constran.

A CGU vai analisar caso a caso para ver quais investigações já possuem provas identificadas que permitam a abertura de processo administrativo.

Em dezembro, a CGU havia aberto processos administrativos para investigar a atuação das oito que tiveram executivos presos – Camargo Corrêa, Engevix, Galvão Engenharia, Iesa, Mendes Junior, OAS, Queiroz Galvão e UTC-Constran. Antes, a controladoria já havia aberto um processo contra a SBM Offshore.

—-

Print Friendly, PDF & Email